Parto com ventosa. O que acontece ao meu bebé?

Todos os pais se importam que o seu bebé nasça com saúde, não se importando na maioria dos casos, com o tipo de parto. A questão está na relação directa dos dois aspectos.

Falemos dos tipos de parto e das suas consequências, começando pelo parto com utilização de VENTOSA.

De forma muito simplista, o que acontece é que é colocada uma ventosa na região que está mais visível, que costuma ser a região superior do crânio mas, também pode ser a face ou outra região, e é exercida força de extracção.
Durante este processo, o que acontece ao meu bebé:

️Mesmo sem um hematoma visível, é provocado um traumatismo no crânio do bebé.

️Os ossos do crânio perdem o alinhamento e elasticidade normais, comprometendo posteriormente, o normal crescimento do mesmo.

️A cervical (pescoço) do bebé sofre uma grande tracção, provocando a perda de flexibilidade e muitas vezes, o seu alinhamento também. Isto pode ter várias consequencias a nível da amamentação, postura (a longo prazo), refluxo, cólicas desenvolvimento motor, etc.

Assim, se o bebé nasce com a ajuda de ventosa deve ser acompanhado por um osteopata pediátrico para que haja reposição do alinhamento e elasticidade das estruturas, evitando ou tratando alterações consequentes.


Bebé a bebé mudamos o mundo de amanhã

Deixe uma resposta